Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                MINHA CEREJA VERMELHA


Ao ver-te, senti um gosto de cereja vermelha,
Uma inesperada paz, uma segurança infinda,
Meus medos indo embora, ganhei confiança.
Eras tu, que a muito eu esperava a vinda?

O auxílio de um gesto claro e sincero
Beijou nossos olhares, a vida num relance.
A brisa cheirando a felicidade nos enleou
Veio mansinha sorridente ao nosso alcance.

Teria que ser assim por toda minha vida?
A espera de um proteção uma palavra amiga
Algo predestinado que seria meu um dia,
Estaria consumado; uma profecia antiga?

Darte-ei então o diário dos dias sem ti.
Te direi desse amor como aguas que fluem,
Amor meu sonhado, sempre na minha memória.
Sabia que um dia chegaria sem dizer a ninguem...

E assim chorarei ao segurar tua mão quente
Do sol, e beijarei teu perfume suave de amor
Estava escrito no tempo e eu não sabia... Chegastes!
Para me amar eternamente. Assim como eu sou!













 
BARRETT
Enviado por BARRETT em 23/04/2020
Reeditado em 09/05/2020
Código do texto: T6926603
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
BARRETT
Salvador - Bahia - Brasil
866 textos (78724 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 15:53)
BARRETT