Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Brisa

Rondava as cercanias desta alma
Uma presença forte
Uma anuência calma
Recostava no espaldar destes sentidos
Num aconchego macio,
Numa suave melodia,
Cantada ao pé do ouvido.
Tantas notícias de um viver tranqüilo
Tantas viagens – portas do infinito...
Rondava as cercanias desta alma
E esvaiu-se no vento.
Agora põe a alma dividida
Entre a alegria e o tormento.
Vem no soprar da brisa um breve alento
E volta na tormenta insidiosa.
Mostra as penas de viver aprisionada:
Por onde vão os olhos, tu estás
Visões febris de sonhos acordada.
Como por trás de grades,
Estendem-se os braços...
Ímpeto insistente de te tocar,
Sem nunca encontrar nada.


Sônia C Prazeres
Enviado por Sônia C Prazeres em 13/10/2007
Código do texto: T692753

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sônia C. Prazeres www.soniaprazeres.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia C Prazeres
Santos - São Paulo - Brasil, 60 anos
178 textos (8573 leituras)
15 áudios (1757 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 00:13)
Sônia C Prazeres