Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teus Olhos


Fecho os meus olhos

e olho o Infinito...

Lá os teus olhos

eu projetei.

No fundo da alma

mora a esperança,

porque os teus olhos

lá eu fitei...

Gravei-os, assim,

com as garras do amor

dentro de mim.

Dizer como são?

Como explicar

o que só os olhos

podem contar?

Dizer que os quero,

seria pleonasmo,

porque estes olhos

são para mim obcessão...

Em todo o meu canto,

deles me lembro.

Como esquecer-me

daquele verdor?

Teus olhos prá mim

têm exatamente

a cor deste amor...

Estes teus olhos

tão lindos, tão verdes,

tão meigos, tão teus,

um dia, capricho,

só para afligir-me,

deixaram que eu cresse

que eram só meus...

E, agora, imagino

que coisa mais linda

seria estes olhos,

do verde do mar,

fitar-me um segundo,

querendo dizer-me:

"que importa este mundo,

que importam os conceitos,

se eles impedem

a beleza de amar!"

(do fundo do baú, ano 68)

Mariza Monica Antunes de Carvalho
Enviado por Mariza Monica Antunes de Carvalho em 15/10/2007
Código do texto: T695384

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mariza Monica Antunes de Carvalho
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 71 anos
288 textos (12671 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 05:46)
Mariza Monica Antunes de Carvalho