Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O sono tranquilo dos desesperados

A aurora alcança lentamente a terra
As almas despertam em silêncio
Voltam tranqüilas da missão noturna
Já sabem um pouco mais o que é amar

O orvalho fresco nas árvores
Elas também despertam
Mas nunca dormem
Guardam-nos com suas sombras, até na escuridão.

Todos seguem mais um dia
Voltam às suas camas
A mesma rotina, nada novo.

Os olhos que nada vêem
As mãos que nada sentem
O sono tranqüilo dos desesperados.
Breno Madi
Enviado por Breno Madi em 20/10/2007
Reeditado em 12/05/2014
Código do texto: T701845
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Breno Madi
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
48 textos (1834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 04:49)
Breno Madi