Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prosa e Poesia

Amor puro é liberdadae atada
Tê-lo é alcançar a utopia
Negá-lo, é ter tudo e levar nada
É aceitar prosa, por poesia

O amor é belo com condições;
Fé, carinho, respeito e amizade
E o que mais vier em emoções,
Que haja então a reciprocidade.

Pequeno anjo das asas grandes:
Voa (lento), e espera que eu a chame;
Cai, me estende a mão, pra que a levante;
Consola-me ainda que eu reclame.

Mas como poso em tanto gostar
Submeter-te a este claustro contante?
De não deixa-la livre a voar
Em meu favor de gente pedante?

Se existe maior prova de amor,
Digo: "este mudo ainda não vira".
Fechas os olhos em meu favor
Por mim, crês no mundo da mentira.

E com fervor eu tento levar-te
Á realidade a qual repudia
Me dizes: disso eu não faço parte,
E nesse mundo eu não viveria!
Alê Campos
Enviado por Alê Campos em 26/10/2007
Código do texto: T711155
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alê Campos
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
46 textos (1724 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 05:36)
Alê Campos