Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As flores que aqui existiram

Até nunca mais,
Você se indispôs,
Você quis assim.

Tarde de mais,
Eu já aprendi,
Aceitei nosso fim...

É claro que lembranças ficam,
De cenas que nos recordam...
Só essas lembranças restaram,
E amores perdidos jamais voltam...

E por mais que tudo eu fizesse,
Meu orgulho eu perdesse,
Você jamais mudaria por mim...

E o que me entristece,
Que mesmo que eu esquecesse,
Você jamais mudaria por mim...

Sim, triste assim,
Você me destruiu,
Você me deixou...

E o que eu fiz,
Não cabe a ti julgar,
Foi a escolha que restou...

Recolho os pedaços que caíram,
Tentando me 'remontar',
As flores que aqui um dia existiram,
Jamais voltarão a brotar...

E por mais que tudo eu fizesse,
Meu orgulho eu perdesse,
Você jamais mudaria por mim...

E o que me entristece,
Que mesmo que eu esquecesse,
Você jamais mudaria por mim...

E a certeza que agora fica,
É que as flores que aqui um dia existiram,
Jamais voltarão a brotar...
Felippe Oleias Vieira de Sousa
Enviado por Felippe Oleias Vieira de Sousa em 10/01/2021
Código do texto: T7156882
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Felippe Oleias Vieira de Sousa
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 33 anos
465 textos (10766 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 22:13)
Felippe Oleias Vieira de Sousa