Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor nas entrelinhas

Quando eu falo coisas de amor,
voce pode achar que eu nao falei nada
se eu te amo mais que a mim,
vocë pode achar que amar é uma coisa vaga.

Se eu escrevo um amor patético
e vocë descobre poesias íntimas,
só vë frases aleatórias.

O que eu rimo,
com o que nao rima,
sem o amor é nada.
tua falta de nitidez,
me diz mais que lágrimas.

A música de olhos fechados,
quando pra voce é insignificante amar
eu choro com tanto amor ridículo.

Mais tenta olhar nos meus olhos
e falar que quando a gente se encontra
nao existe amor,
e que, só pra ser do contra ,
é que nao sao óbvias as suas cartas de amor.

Eu só narro detalhes,
minh caneta riscou o tempo errado
os esbocos de amor que eu pensei
com voce melhor nao ter pensado.

Próxima da tua vida,
distante é nao ter te amado,
amor, amo, amei
se eu conjugar o verbo
e o que eu sinto nas entrelinhas...
será meu corpo despedacado...
na minha vida.

brenda
Enviado por brenda em 01/11/2007
Código do texto: T719382

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
brenda
Belém - Pará - Brasil, 24 anos
233 textos (52702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 01:04)
brenda