Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Silêncio dos Teus Olhos

O silêncio que vem dos teus olhos me acalma;
Os ruídos da minha boca te fazem distante.
Senhora serpente bailarina da forma e da alma;
Hipnotiza meu corpo, minha mente, minha flauta, em melodia sempre inconstante.

O silêncio que vem dos teus olhos me satisfaz;
O silêncio que vem da tua boca me delicia.
Como saber quem és? Onde estas?
Como pensar em parar? Em gostar e aproveitar se me acaricia?

O silêncio dos teus olhos me revira;
Em vida e morte, gosto e ageusia, depressão e euforia.
Sabendo que a chuva é verdade, o dia é mentira;
E a inconsciência se revela fundamental, sem dor ou alegria.

O silêncio dos teus olhos me excita;
Como toda estrada sem fim, como toda falta de certeza.
Que dúvida maravilhosa essa;
Se amanhã estará presa ou livre na natureza.
Licantropo
Enviado por Licantropo em 05/11/2007
Código do texto: T724036


Comentários

Sobre o autor
Licantropo
Salvador - Bahia - Brasil
5 textos (119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/05/21 04:47)
Licantropo