Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nós que desatam

Teu laço vermelho desatou-se
Como uma ferida, flutuou
Teus cabelos, ondas intensas
Tecendo teus ombros como memórias
Memórias castanhas, tempestades
De círculos e parafusos que se desfazem
Sobre teus seios despontados
Beijos cor de rosa
As milhões de pintas nas suas costas
E minhas mãos de dedos azuis
Pintei o céu na linha do horizonte que leva aos seus quadris
Seus olhos sérios
Fechados e sorrindo
Enquanto repousava e dormia
Toda a sua nudez desatou-se num laço
Mas sua pureza permaneceu
Castanha como a tormenta.
Daniel Cavalcanti
Enviado por Daniel Cavalcanti em 16/11/2007
Código do texto: T740261

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Cavalcanti
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
125 textos (3495 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/17 22:44)
Daniel Cavalcanti