Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SERPENTE

 A SERPENTE 1995

Um galho se quebra
Uma flor desabrocha
Apaga-se uma vela
Acende-se uma tocha

           O nó é cego
           A corda se afrouxa;
           Apaga-se uma vela
           Acende-se uma tocha

Atira-se uma pedra
Ergue-se uma rocha
Apaga-se uma vela
Acende-se uma tocha

            O espelho se quebra
            Quebra-se o espelho
            O sol, ao raiar
            parece vermelho

Não procure compreender
Esqueça a lógica
Não há bem que sempre dure
Nem mal que nunca acabe...
Paulo de La Mancha
Enviado por Paulo de La Mancha em 18/11/2007
Código do texto: T741862

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo de La Mancha
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
91 textos (4873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 02:44)
Paulo de La Mancha