Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chorando

Uma lágrima
Escore Pela sua face Feminina,
Sua boca, ta linda doce mas ao mesmo tempo,
tão amarga, um sorriso lúgubre expira.

-Não há mais perdão!
-Então me mate se quiser!

Um olhar
Um golpe
Um último beijo
Viverão como recordação
Das faces aflitas.
Todo o impacto que sofre um coração
Quer sempre um último desejo
Mas seu sangue ainda palpita.

Últimos longos minutos
Seus olhos, entrecortados pela fria penumbra,
Ainda se tocam, afoitos,
Esperando que todo o sofrimento suma.

Novamente rola a lágrima
Descrevendo o sinuoso caminho
Num triste rosto agora aflito
Como um consolo a essa mágoa.

-Basta! Por tudo o que há de mais sagrado!
Mate-me, se ainda assim me amou!
-À tua vontade, entregar-me-ia,
Mas agora sei que o que quero
É morrer  no escuro da noite,
E diante de ti, que me difamou!

Deitados, ainda sob o enfadonho relento,
Terminam ambos a despedida secular.
O amor acabou, encerrando tal momento,
Sem força para poder continuar.

Comentem Por favor
Alvaroo
Enviado por Alvaroo em 25/11/2007
Código do texto: T752057

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alvaroo
Curitibanos - Santa Catarina - Brasil, 26 anos
6 textos (155 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:03)
Alvaroo