Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cidade grande,Pequena.

A minha casinha no meio do mato
Um pedacinho de quintal gramado
Com delicados moveis simples, prosaicos.
Tão sutil como um beijo esperado

No peito um amor guardado
no marasmo da metrópole
Apenas sexo, desejo e trabalho.
Sobrevivência do mais forte.

O amor é pacato, casa no meio do mato.
Sexo é contemporâneo, apartamento fechado.
Amor é cidade pequena, interior.
Sexo, cidade grande, capital sem pudor.

Conhecida, às vezes chata cidade pequena.
Agitada, perdida, descontrolada cidade grande.
Amor é conhecer quem mora a sua volta.
Sexo é só olhar pra quem bate na porta.

Amor parede pintada de guache.
Sexo, pichação em parede de boate
Amor é ter amigos.
Sexo ter conhecidos.

Amor é contar segredos.
Sexo é ler jornal.
Amor tomar vinho, jantar romântico.
Sexo é cerveja, balada, casa cheia.

O amor se renova depois da chuva forte.
O sexo se limpa, dispersa e morre.

JOTA "E o mundo anda tão caótico"
Platônicos,.
Jota Reis
Enviado por Jota Reis em 27/11/2007
Código do texto: T755476
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jota Reis
Atibaia - São Paulo - Brasil
14 textos (391 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 18:12)
Jota Reis