Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA REBELDE ....

 
 Do Baú PRA VCS.: NVP.
 
Como pode uma alma rebelde,
sair do corpo para passear ...?  rs ...
E como fica seu pouso
sem a ânima que o contém,
a reclamar ... ? rs ...
 
 
                   ALMA REBELDE ...

        Nídia Vargas Potsch

 

 

Minh´alma que serena era,

se rebelar, decidiu.

Impertinente, resolveu me desacatar.

Cansada do antigo pouso,

a me testar, saiu por aí.

Pediu carona ao vento

pra depressa viajar.

 

Queria dar  “um giro”  pra desanuviar.

Reviver plagas distantes, relembrar seu livre passado.

Andar por campos verdejantes, rever cascatas cristalinas

que quase já não existem mais.

Assumir o controle

do seu universo deflorado.

Onde sem preocupações errava pelo mundo a cantar.

 

 

Conhecedora do Cosmos

e das Galáxias,

como ninguém,

Partiu triunfante

sem nem olhar pra trás.

E eu, um murcho adeus acenei

em despedida.

Triste sina

de um sucateado coração.

 

Mas eis que de repente,

ela retorna.

Cabisbaixa, faminta, triste

e com saudades

pelo que não viu,

pelo que deixou pra trás.

Dos afagos que ganhava,

das preciosas afinidades existentes,

principalmente da amizade sincera

que reinava sem cortar-lhe a liberdade.

Mais que depressa,

e sem reclamar,

dei-lhe as boas-vindas ...

 
e acordei assustada, ora essa!

 

 

   Nidia Vargas Potsch

   @Mensageir@

   Rio, 17/10/2006

 

Nídia Vargas Potsch
Enviado por Nídia Vargas Potsch em 06/12/2007
Código do texto: T767687
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nídia Vargas Potsch
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
293 textos (32528 leituras)
3 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 12:05)
Nídia Vargas Potsch