Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor não correspondido

Reside em meu peito, tamanho amor,
O amor da amada, porém, requisito.
E vou eu amando em total resplendor,
Levando afã de momentos bonitos.

Amor estupendo, parece primícia,
Eu quero apenas o meu galardão.
E fujo da dor, vou  galgando delícias,
Assim quero ver minha grande paixão.

Amada eu lhe peço: Vém, abra seu peito!
Talvêz dessa forma, eu possa entrar.
E feche a porta, que assim desse jeito,
Você nunca mais vai me abandonar.

E dias felizes, prá sempre terei,
Imerso no amor e na eterna pujança.
O ser mais amado da terra, serei,
Levando na mente, bonitas lembranças.
Valério Márcio
Enviado por Valério Márcio em 07/12/2007
Reeditado em 07/12/2007
Código do texto: T768959
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valério Márcio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
536 textos (46524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:35)
Valério Márcio