Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PODER DISCRICIONÁRIO QUE MATA. 28 DE OUTUBRO DE 2016

   UMA HOMENAGEM AO FUNCIONÁRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. 28 DE OUTUBRO DE 2016

     POEMA DA EXTREMA DOR...

ESTOU SOZINHA, EM MEIO AO CHARCO DO ESTADO MÍNIMO
ONDE SE INSTITUEM MEDIDAS DE DESCASO
QUE SUBNUTRIDAS SERÃO FEITAS DE DESMANDOS

ESTOU SOZINHA, DENTRO DESTE BARCO RUMO À MORTE
SEM SORTE, OU SOCORRO, TALVEZ ATÉ SEM CÉU, OU MAR
ESTOU EXTENUADA, MAS DUELO AINDA COM O QUE RESTOU

RESTOU A ALMA, QUE NUNCA ESMORECE: LUTA
A MESMA ALMA QUE CONTRA O CORPO SEMPRE VIBRA
O CORPO QUE ESQUÁLIDO JÁ MORREU DE FOME

A FOME BATE A PORTA DO FUNCIONÁRIO PÚBLICO
DO PROFESSOR QUE ATUA, ENSINA, E INFORMA
DAQUELE QUE HOJE FERIDO DE MORTE: AGONIZA

AGONIZA NO CHARCO DA INSENSATEZ E DA CRUEZA

DA CRUEZA DE GENTE QUE DESCONHECE SEU FIM
QUE SABE QUE IRÁ PARTIR E SER PARIDO AO INFERNO
AO INFERNO QUE MESMO SE FOR O DE DANTE: FERE

FERE SIM, MESMO QUE O INFERNO SEJA A DECOMPOSIÇÃO
DO CORPO E DA MENTE DE QUEM VITUPEROU SEU PRÓXIMO
DE QUEM MENTIU, ROUBOU, E EXECROU O MENOR

O MENOR NA PIRÂMIDE SOCIAL INSTITUÍDA COM ESTE FIM
ESTE FIM DE QUEM PENSA SER ASSIM O DESFECHO DA VIDA
A VIDA QUE É BENEMÉRITA COM A ARANHA, COM O DELFIM

COM A FORMIGA, COM O TIRANOSSAURO REX, CLARO
AFINAL ELES ESTÃO SOLTOS NO BALÉ DO ECOSSISTEMA

QUE SÓ ENGOLE QUANDO DESEQUILIBRADO PELO HOMEM
POR SUA AÇÃO DEMONÍACA OU SUI GENERIS
ESTA AÇÃO QUE FERE A ATMOSFERA E GERA CAOS

NÃO O CAOS QUE ESPERA A CRIAÇÃO, MAS AQUELE CAOS
MALÉFICO QUE ADVÉM DE BOMBAS COMO A DE HIROSHIMA
OU DA CAOS DA ESCRAVIDÃO DE NEGROS INOCENTES

INOCENTES, QUE SÃO GENTES - QUE FORAM AMARRADAS
ACORRENTADAS, E POR SÉCULOS PENSARAM NAS
ENTRANHAS DO MALDITO HOMEM BRANCO

HOMEM BRANCO QUE NASCEU DA BARRIGA DO ÓDIO
DA PANÇA DA TRAIÇÃO, E DA DISCÓRDIA MUNDIAL
O MESMO QUE MATOU ÍNDIOS, MATOU NEGROS

E MATA ATÉ HOJE COM SEU PODER DISCRICIONÁRIO
QUE EXCLUI, ESCRAVIZA, E GERA PAZ E GUERRA...
NA MANSIDÃO DE NATAIS ENFEITADOS POR MISSAS.

VAL REITER
Valéria Guerra
Enviado por Valéria Guerra em 30/10/2016
Reeditado em 30/10/2016
Código do texto: T5807636
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valéria Guerra
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3440 textos (121152 leituras)
196 áudios (9317 audições)
3 e-livros (183 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/07/19 19:34)
Valéria Guerra