Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NAUFRÁGIL

NAUFRÁGIL

Genin

Andei-me afogado nas ondas de vida que vinham
Eram tantas e não se continham
Meus braços hercúleos invejavam Shiva
E o gosto estético era mais do que saliva

Sei que afoguei pensamentos ensinados
Eram tantos os condenados
Que meus braços terminavam em dedos
E o sabor do sal ardia mais que os medos

Faltou-me o fôlego de ar sobre a água benta
Envelhecendo-me nos hospitais de cura lenta
Meus braços cansados da musculação sofistica
Destemperaram a lingua socialística

Mergulhei nos rios cruzados das ruas
Mantive a memória das pessoas nuas
Abracei ao relativo que pude alcançar
E encontrei ainda um sobrevivente do verbo AMAR

Nota: estes versos são dedicados ao (RE) ENCONTRO de duas pessoas impossíveis, mas possíveis.


Amigos de Sonora
Enviado por Amigos de Sonora em 30/08/2007
Código do texto: T630387

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Amigos de Sonora
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
21 textos (4682 leituras)
2 áudios (3748 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/17 22:45)
Amigos de Sonora