Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu... (Vitor)

Talvez eu tenha feito coisas que eu nem consiga me lembrar.
Talvez eu tenha feito coisas que são melhores nem contar.
Já fiz tanta coisa que nem sei bem como começar.
Já joguei futebol, toquei em fanfarra, e até em bandinha "pop star"???
Já fiz tanta coisa, que hoje não consigo nem contar.
Já chorei por amor, mas creio que nunca ninguém me viu chorar.
Já me defini em frases, e que hoje não sei mais usar.
Já sorri por bobagens, que hoje me fariam chorar.
Sempre fui um garoto brincalhão.
Nunca me apaixonei, e hoje morro de amores, pela minha paixão.
Estou a procura de um emprego, de um estágio, de um abraço e quem sabe até de um aperto de mão.
Não espero que as coisas caiam do céu, mas bem que "Deus" poderia dar um empurrão!!!
Sempre amei minha família loucamente.
Nunca fui santo, mas também, nunca fui um deliquente.
Estou correndo atrás dos meu sonhos.
Mas eu deixo a vida me levar!!!
Sempre fui alguém observador, e talvez paciente.
Nunca esqueci coisas importantes
Mas as pessoas não sabem no que eu dou valor.
Sempre fui muito amigo
Nunca decepcionei ninguém.
Pelo menos eu acredito
e nunca ninguém veio reclamar.
Talvez eu pareça uma criança,
mas isso, é porque você não conhece o homem que existe dentro de mim.
Talvez você não me conheça por dentro,
porque achou que havia uma criança aqui.
Já fui criança, e hoje ainda sou.
Ainda sou feliz, por ter a ViDa
Sou feliz, por ter famílía.
Ainda sou amigo, daqueles que por mim passaram.
Ainda sou o mesmo Vitor, que alguns detestaram
Embora, não agrade a todos, eu sei quem gosta de mim!
Pelo menos, papai e mamãe, nunca disseram o contrário.
Mas eu sempre afirmei, somente o que eu sabia.
E sempre soube, que fui sincero.
Fui sincero até comigo mesmo,
e admiti que estava Amando.
Houveram SilÊncioS
E até TarAdaS!
houveram momentos de crise,
E de muita risada.
E talvez eu ainda não saiba me definir
Talvez eu não saiba dizer quem sou.
Mas eu sei muito bem quem sou.
Talvez eu não saiba falar.
Talvez eu não saiba dizer.
Mas eu sei que eu vivo, o que eu digo.
E não digo nada, sem viver. ^^
Luana Andrade
Enviado por Luana Andrade em 19/09/2007
Código do texto: T659539

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luana Andrade). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luana Andrade
Botucatu - São Paulo - Brasil, 28 anos
97 textos (14500 leituras)
3 áudios (842 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 11:24)
Luana Andrade