Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As Rosas do Meu Jardim

As Rosas do Meu Jardim    (87)
                 I
As rosas, flores formosas,
Como as mulheres, são airosas.
São flores, perfumadas
De pétalas aveludadas
                II
As mulheres tal como estas flores,
Que têm também, seus amores!
São lindas, e muito vistosas,
E como as rosas, são vaidosas!
         
                 III
Nestas, a sua beleza é transitória,
Nas mulheres, é mais ilusória!
Em botão, é linda e garbosa,
Aberta, torna-se flor vistosa!
                 IV
Esta, faz a sua sedução,
Vivendo de sonho, e ilusão!
Com caem as pétalas da rosa,
Assim com à mulher, mais caprichosa!
                  V
Mas tal com a flor, deixa saudade,
A mulher, perde a sua sensualidade!
Mas mostrando, sempre nobreza,
Mantém sempre, alguma beleza!
                    VI
Beleza subtil, e sofisticada,
Beleza, que merece ser apreciada!
Como um canteiro, de rosas,
Persistem eternamente airosas
   26/12/06       J. Rodrigues
                     
Galeano
Enviado por Galeano em 26/10/2007
Código do texto: T711317
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 81 anos
526 textos (104124 leituras)
14 áudios (2001 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 20:36)
Galeano