Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao Álvares

Mais uma noite dessas indignas
Que pagãos profanam em meio a vapores
E cá, nesta mesa das derrotas
Jaz uma cria do Álvares em horrores

Quem tu o disse das nênias puras
Quem embalar-no-ia em seu leito?
Pobre.. Que em anelos tinha espáduas nuas
Hoje faz-se tão vivo em meu peito

Senhorzinho destas rimas doudas
Agradecê-lo faço em versos estes
Por teus cantos e poesias todas
Pela paixão e amor que vivestes

Por azo de escrituras imortal
Guardar-te-ei com zelo tal
E ainda por versos meus
... Serás imortal!
Anita B
Enviado por Anita B em 12/11/2007
Código do texto: T734585

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anita B
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 28 anos
84 textos (2764 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:13)
Anita B