Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentados no "meio fio".

Sentado no “meio fio”,
Passa um carro,
E uma moça sorri,
Nada me parece tão importante assim,
Ao meu lado um amigo concerta as havaianas,
Dessa vez ninguém fala de Nietzche,
Ninguém diz nada...
Penso na futilidade,
Descubro que é fácil descansar no “meio fio”,
Deito e olho para o céu,
Aquela nuvem parece uma fusca eu digo,
Não parece um macaco diz ele...
É estranho dois “caras” tão parecidos terem visões tão diferentes das coisas,
Aquela ali não parece com "porra" nenhuma diz ele,
É mesmo...
É uma “estrovenga”
Pode ser...
É tão simples não pensar em nada...
Fico tranqüilo, ele também,
Nada mais importava naquele dia,
Só o formato das nuvens.
 



Leo Magno Mauricio
Enviado por Leo Magno Mauricio em 04/02/2007
Código do texto: T369416

Comentários

Sobre o autor
Leo Magno Mauricio
Guarulhos - São Paulo - Brasil
465 textos (14734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 09:47)
Leo Magno Mauricio