Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO DE PAZ


A frivolidade preenche os vazios de tudo

E o mundo insano gira sem qualquer temor,

Onde haverá, no fim, a paz como próprio escudo

De tantos sonhos nossos procurando amor ?



E quando, assim, os prantos vêm fazer morada

No que há de luz em cantos desses túneis sós,

Toda a esperança vislumbra a mesma estrada

Do amor nos labirintos da alma, em nós...



Sem calma, pois, o dia passa em correnteza

De dores camufladas por imagens tão vazias

Que o coração já nos pergunta o que há na profundeza

De tanta incongruência e de tantas covardias...



E se a violência se repete nas telas da TV,

Em cenas tão reais da dor que nos invade,

É melhor fazer do sonho muito mais do que um clichê,

Sonho sempre único de paz na humanidade.



----

Juliana Silva Valis
Enviado por Juliana Silva Valis em 20/11/2007
Reeditado em 27/01/2008
Código do texto: T745350

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Silva Valis
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
3989 textos (886138 leituras)
4 e-livros (1867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:26)
Juliana Silva Valis