Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAI!

Pai!

Pouco tenho pra falar de ti,
Eu era tão pequenina...
E você tão gigante,
Éramos como o Sol e Lua,
Vivíamos no mesmo teto
E ao mesmo tempo distantes.

Sabe Pai!
Quantas vezes eu pequenina...
Tentei me aproximar de ti,
Eu já tinha este coração melado...
Não sabia o que era amor,
Mas sonhava com seu abraço.

Sabe Pai!
Você foi embora muito cedo,
Cresci seu sua proteção, tive medo.
Rodei sozinha por este mundo afora,
Lutei, briguei com vida, me formei...
E sempre me lembrei de você dizendo,
Filha agora não pode,
O pai não tem condição.
Não demorou a vida em ti definhou.
E eu era tão pequenina!

Hoje Pai!
Meus cabelos já estão brancos,
Trago dentro de mim um cansaço,
Resultado de lutas e sofrimentos
Mas também de realizações...
Fui mãe e dei a ti um lindo neto,
Hoje homem trabalhador
E aqui pai... Dentro do meu peito,
Bate um coração cheio de saudade
De uma pequenina que ainda
Sonha com o teu abraço
Betinamarcondes
Enviado por Betinamarcondes em 11/08/2011
Reeditado em 07/08/2015
Código do texto: T3152937
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Betinamarcondes
Londrina - Paraná - Brasil
2215 textos (124124 leituras)
10 áudios (958 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:39)
Betinamarcondes