Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MINHA SAUDADE
Nadir A. D'Onofrio
 
Sentimento d’alma!
traz momentos felizes e tristes.
Saudade, do tempo de criança
da minha doce infância.
Dos folguedos com amigos,
da velha escola e da professorinha.
Que além do, be a bá, também ensinava a cantar,
 
Saudade do cheiro de mato,
fogão de lenha, café fresquinho.
Um bom pedaço do bolo de fubá,
que minha avó, Victória fazia!
Subir nas árvores, tal, qual um macaco
assim, tão feliz eu me sentia...
 
Mas o tempo passando, suas marcas deixando.
As perdas naturais, ou por desencantos,
de entes queridos, aí vem o sentimento doido!
A dor tão grande que fere e dilacera,
cicatrizes, que deixam marcas profundas.
Iguais crateras abertas pelos meteoros,
no corpo da querida terra mãe....
 
Saudade, sentimento indescritível,
abstrato e subjetivo,
traz de volta os momentos vividos,
Então torna - se real!
Fazendo-nos ser felizes ou tristes,
sentindo o perfume de uma flor,
calor dos teus abraços,
ou o sabor... dos beijos teus!


26-11-2003/14:00
Praia Grande/ SP
Respeite Direitos Autorais.


 
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 03/02/2005
Reeditado em 20/09/2020
Código do texto: T3423
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
947 textos (103137 leituras)
147 áudios (14205 audições)
12 e-livros (3173 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/10/20 22:22)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor