Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sopro na Alma

Sinto às vezes que o existir de nada adianta
Mas, no mesmo instante encontro motivos para viver
Porque ao escrever meus versos íntimos:
Transpareço na loucura e na aurora de teus beijos.

Como não te dizer hoje que te amo!
Esperar para amanhã, não agüento mais...
Quero me alucinar no sopro de sua alma que geme por mim
De desejos e saudades que jamais se findam.

Olho para dentro de mim...
E tento me encontrar para que eu depois possa segurar em ti
Nada me interessa ou me satisfaz se não a tê-la
Mesmo que seja por um único segundo mais que para mim é eviterno!
Jeimes Paiva
Enviado por Jeimes Paiva em 07/03/2007
Código do texto: T404298

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Jeimes Paiva
Morada Nova - Ceará - Brasil, 34 anos
80 textos (326589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 04:45)
Jeimes Paiva