Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentir

Sentindo sem ti o sentido de ser;
Sentada na cama sem ter você;
Sensata idéia domina meu ser;
Sem ter, sem saber o porquê.

Sem vida, sem rumo, sem nunca saber;
Sentenciada ao serão e ter de espairecer;
Sem vista pela miopia sem óculos usar;
Sensitiva pela sentença da senzala estar.

É o ser ou não ser do senso de ver;
A sepultura do sepulto que deixa de ser;
O sereno da serenata nos torna senil;
E a senha da sensação torna-se vil.
Maisa Romero
Enviado por Maisa Romero em 01/09/2007
Código do texto: T633619

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maisa Romero
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
12 textos (627 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 23:11)
Maisa Romero