Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a hora do adeus

sinto-me pedida ness estrada,
quanto mais se aproxima a separação.
vejo a tristeza em meus, filhos estou preocupada.
minha alma chora,não há mais nda a fazer, dói o coração.

triste que chegou ao fim; juntos uma vida,
dentro de mim só destroços,tudo em pedaço.
preciso ter  calma, paciência para em meus filhos não pór dúvida.
queria memo é ganhar um abraço.

madrugada fria,noite longa que não tem fim;
amanhece e a rotina continua a me torturar,
porque será meu "Deus" tem que ser assim.
são aaprovações e sinto que preciso continuar.

sei que sozinha não estou, vais comigo,
"Jesus Cristo" de mãos dadas a mim, segue a meu lado;
ainda sim sinto-me só, mas confio nese amigo.
só "Ele"pode me ajudadr, me dar forças pra seguir essa jornada.

não sei ao certo o que vai acontecer;
a cada dia que passa tenho vontade de sumir,
meus filhos são tudo que tenho, não posso perder.
a vida sem eles é dia sem sol, nunca mais vou sorrir.

filhos meus razão do meu viver, um mistério;
tento olhar pra frente, pro futuro, mas tenho medo,
vamos juntos fazer uma prece, falo sério.
pediremos a "Deus"  que não nos separe,que não haja segredo....


             Eliz R. Carvalho
Eliz Regina
Enviado por Eliz Regina em 11/09/2007
Código do texto: T647757
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eliz Regina
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
224 textos (15871 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 04:43)
Eliz Regina