Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARA O POETA NO EXÍLIO

Enquanto a terra dorme
Metralhada de dor,
As aves do céu
A cobrem de zelo
Com cuidados de mãe.
Com lençóis prateados
E beijos molhados,
Refrescam de amores
As folhas das gentis palmeiras,
Que o poeta viu,
Quando buscou o céu.

E elas...
Num sorriso de folhas,
Balouçando ao vento,
Amigas, tão servis,
Irmãs do Universo,
Ensinaram ternuras
À alma exilada
Do poeta cativo,
Num vaso de luz.
Luzia Câmara Ozarias
Enviado por Luzia Câmara Ozarias em 14/09/2007
Código do texto: T652619
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luzia Câmara Ozarias
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 63 anos
73 textos (4829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 17:41)
Luzia Câmara Ozarias