Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EI LINDA ! EM NOME DO AMOR PERSÉFONE PASSOU O OUTONO E O INVERNO NOS INFERNOS.



                           E QUEM VAI ENTENDER
     ESTAS VONTADES QUE TENHO TODOS OS DIAS AO TER
   TANTAS INCERTEZAS QUANTO QUEM DIZ NÃO SER.
  TÃO SABIO DE PERDER AS PERNAS ENQUANTO FOGE DE SABER,
   NO BRILHO DOS MEUS OLHOS DIZEM ALGO QUE SÓ VOCÊ NÃO VÊ.

    MEU AMOR SENTIMENTO TÃO DESGRAÇADO E CONFUSO,
               GRITANTE E OPORTUNO ESPERANDO SER,
         TODO O CONTRARIO DE UM VENTO NEGRO A SOPRAR
      TANTAS LÁGRIMAS FALSAS QUE POSSÃO AFASTAR
   DAS FRAZES TÃO ENSAIADAS, E CANTO SEM SABER.

          UMA CANÇÃO FELIZ QUE SOA TÃO LENTA POR
    TANTO TEMPO TIVE DE ANDAR CONFUSO NESTE CÉU ARDENTE.
     E SENDO O ULTIMO A SAIR DEUS FEIXE MINHAS PALPEBRAS
          POIS QUERO SER O UNICO TEMENDO NÃO VER
         QUE AS FERIAS ACABARAM E TENHO QUE MORRER.

SENTINDO A DOR DOS PECADOS EM QUE HERDEIROS MEUS FIARÃO
 ROIDOS PELA DOR DE DEFUNTOS FERIDOS POR CHAMAS E LAMENTAÇÃO.
    TANTA SAUDADE AMOR TENHO DO PASSADO VERÃO
   ANTES DO SOL BRILHAR AS OITO E SEM RAZÃO.

    DIGA SIM ENTÃO PODE SER ATÉ QUE FICAS UM POUCO MAIS.
  SE ALIMENTANDO DE HOMENS E DO SANGUE DA PAZ,
    ZEUS SABE ROERIA AZ CINZAS DEIXADAS POR ICARO E ACHARIA TEZEU.
  EI LINDA! EU SOU O MESMO DEUS QUE POSSUINDO SEUS DIAS VIVEU.
DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 19/09/2007
Código do texto: T659617

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11183 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 23:03)
DIEGO HUXLEY