Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ainda vejo a lua

 
Que bom que ainda posso ver a lua,E senti-la piscando no efeito das minhas lágrimas E ainda restam ao meu alcance uma ou duas estrelas Mesmo estagnada no meu tempo, sinto o tempo passando através das nuvens. Que não param de movimentar-se formando paisagens celestiais...Paisagens cósmicas...Que bom que a forma quase circular da lua, não me lembra os círculos perfeitos das geometrias...Mas, me lembra o movimento, e a vida...me lembra o novoSinto cheiro de vida, através do vento, e das folhas do mamoeiro sacudindoSinto cheiro de vida...mesmo através da minha dor.
aradia
Enviado por aradia em 25/09/2007
Código do texto: T667246

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
aradia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
27 textos (1331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:49)
aradia