Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AGORA

Pelas frestas onde o carinho se isola
recobra a luz o meu caminho sem volta,
os olhos que em escuridão se abreviam
temem o fulgor do sol e desalumiam,
entremeios e maldito eu vago e transito
por estados do dia que não são hora
e desabitado do tempo de mim agonizo
sem existir senão no instante que chora.

Diego Duarte
Enviado por Diego Duarte em 09/07/2019
Código do texto: T6692306
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Diego Duarte
Ananindeua - Pará - Brasil
401 textos (7793 leituras)
3 e-livros (135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 11:01)
Diego Duarte