Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FADO


Cantarei minha tristeza neste fado,
Por alguém que partiu sem dizer adeus,
Agora um laço de dor tão apertado,
Faz brotar lágrimas dos olhos meus,
E jatos de sangue das paredes do meu coração.

Foste assim, nem tão de repente,
Tiveste sim, tempo de me pedir perdão,
Mas preferiste assim e o que ficou foi o silêncio,
E eu, aqui, como um rio sem seu afluente,
Tenho a saudade como fiel confidente.

Ai que ciúme sinto eu das estrelas.
São elas que agora conversam contigo,
Ouvem tua voz e vêem o brilho do teu olhar.
Escutam palavras quiçá de amante ou de amigo,
Com aquele brilho que nem a morte poderá apagar.


13/10/2007

Se algum músico quiser musicar este fado, é só conversar comigo.

DIANA GONÇALVES
Enviado por DIANA GONÇALVES em 13/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T692933
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ((Diana Gonçalves - pseudônimo) http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=1908). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DIANA GONÇALVES
São Paulo - São Paulo - Brasil
669 textos (775064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 18:35)
DIANA GONÇALVES