Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEMBRANÇAS

Não sei por que insisto em lembrar você,
Você faz parte de uma cálida lembrança;
Eu que fui perdido nas ilusões do querer,
E em desalento tropecei na desesperança.

Nas minhas lembranças, sempre presente,
Ainda lembro todos os momentos vividos;
Que os olhos não vêem, mas coração sente,
Permanecem então os momentos sofridos.

Já era para de há muito ter você esquecido,
Mas você ainda continua sempre presente,
E terá sido esse castigo que tenho merecido,
De não sair um só instante de minha mente?

Que essa penitência acabe logo sem demora,
Que seja o meu pensamento por fim libertado,
E você seja apenas vagos lampejos de outrora,
Eu viva, momentos intensos, e seja confortado.
Lúcio Astrê
Enviado por Lúcio Astrê em 21/10/2007
Código do texto: T704231

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Astrê
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 60 anos
263 textos (10419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 17:32)
Lúcio Astrê