Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aos sãos...

Tu fostes meu ar.
Tu fostes a doença que me consumiu.
É tudo conseqüência do teu amor,
assim como o oxigênio nos mata aos poucos.

Tu fostes doença!
Me deixou fraca, sem forças para levantar.
E neste descanso impotente me vejo pensar
em como é minha vida agora sem ti.

E assim, me deixei levar
(Enferma, somente por te amar...)
aos cantos secretos da minha mente,
antes a mim tão desconhecidos.

E encontrei mundos, paraísos,
envoltos em uma mágica que me iludiu,

Aos sãos,
procurem contraí-la
apesar de ser ilusória
esta doença é benéfica ao coração.

Atreva-se a tentar
E não desista se não conseguir.
O amor é doença sadia
apesar de toda a contradição.
Thatha Vieira
Enviado por Thatha Vieira em 25/10/2007
Reeditado em 25/10/2007
Código do texto: T709908

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite por Thaís Vieira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Thatha Vieira
Fortaleza - Ceará - Brasil, 29 anos
44 textos (4878 leituras)
3 áudios (191 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:16)
Thatha Vieira