Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 O SER LIVRE

Um algo que não pude nunca me imaginar, nos primórdios dos meus pensares, o caminho que tenho que, ou que tinha que seguir, um passo e um espaço, mas qual.
-*-*
O esgoto das ruas das ladeiras sem nenhum serviço de sanear, a podridão dos viventes, que nunca se dava e nem se dá conta do mal que tudo aquilo poderia lhes trazer.
-*-*
O abandono de todo o caminho que sem carinho no lar, visto por lado secreto do silêncio deles progenitor e progenitora que não se falava, pior nem brigava.
-**-
Assim nascer e se mostrar ao mundo mesmo que tudo possa, nada se veio de ser livre, e desprezado por tudo, a bebida já olhada, o caminho que não se podia mostrar.
*-*-*
A oposição a consternação do outro ser o feminino que trazia algo de legal, e brincava do que era proibido, e por vezes as lambadas com varas do mato, por ver delas aquilo.
elio candido de oliveira
Enviado por elio candido de oliveira em 19/04/2021
Código do texto: T7235711
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
elio candido de oliveira
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4892 textos (171546 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 00:15)
elio candido de oliveira

Site do Escritor