Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SANTA MÃE BENDITA!


Minha estrela cadente
Que iluminas minha vida
Que já foste de partida
Mas que em meu peito se sente.

És a minha inspiração
Minha fonte de água pura
Secas-me a minha amargura
Minha vara de condão.

Queria ter o teu perdão
A tua bênção divina
Que mudasse minha sina
E o meu sonho profundo
De ver mudar este mundo
Para uma era melhor
Onde houvesse mais Amor
Muito mais compreensão.

Nesse céu onde Tu estás
Guarda daí o meu ser
Se Deus então for capaz
E me quiser perdoar
Por tanta coisa causar
Tanto te fazer sofrer
Tento então remediar
E pedir em oração
Que o sonho não seja em vão
E que por agora então
Consiga viver em Paz!


O Poeta Alentejano
Enviado por O Poeta Alentejano em 27/11/2007
Código do texto: T755309
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Poeta Alentejano
Portugal, 50 anos
855 textos (13829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:14)
O Poeta Alentejano