Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canção ao Vento

Este gosto amargo que sinto em só
Estar como quem ama o vento,
No meu peito é um tiro, um grande nó,
De quem segue a vida num desalento...

E pensar nas tuas formas raras, que partiu...
Se vivo a chorar, a gritar é que ainda tenho
Os desejos de alguém que não me viu...
Que esta alma lembra dos bons que não desenho!

É como a água da chuva que cai sobre mim,
Ainda que no castelo clamo e canto,
Num lago minhas lágrimas seguem enfim,
E me torturo ao choro sem aquele manto...
Hilton Luzz
Enviado por Hilton Luzz em 18/02/2006
Código do texto: T113441
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Hilton Luzz
São Paulo - São Paulo - Brasil
142 textos (10383 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 11:43)
Hilton Luzz

Site do Escritor