Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOLTA



As tardes cinzentas de Sexta-feira
São melancólicas, enormes
Custam a passar e arrastam-se para a noite
Lenta e gradativamente
Estou dentro dela expectante e ansioso
O burburinho ao meu lado é muito
O ar pesado carregado de presságios
As expressões de cansaço desarmam
Procurar otimismo não e possível
Todos os rostos estão sisudos

Hoje estou mais amargurado que o normal
Não me compreendes
E, isto machuca.
A cabeça não me pertence
Os olhos repousam no passado
E o escuro do medo me apavora
VOLTA!
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Enviado por JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES em 26/05/2006
Código do texto: T163660
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Eldorado do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
233 textos (125697 leituras)
1 e-livros (39 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/04/20 23:21)
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES