Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESASSOSSEGADO

Um sentimento de abandono me consome a alma
Nem mesmo a palavra mais sensata me acalma
Posso perfeitamente sentir o silêncio profundo
Inclusive no inferno escaldante desse mundo

Nesse instante de lamentações em que vivo
Sinto a solidão me cortar friamente as veias
Arrancar-me o coração pela goela sem motivo
E a tristeza me corroer em suas maléficas teias

Esforço-me com todas as forças para esquivar,
Mas as espadas afiadas cortam sem piedade
Os pulmões não resistem e param de respirar

A embriaguez nesse momento é significante
A nudez despudorada da minha cara lava a vaidade
E me faz ver a verdade de quanto sou errante.
J P Dâmaso
Enviado por J P Dâmaso em 10/07/2006
Código do texto: T191406
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J P Dâmaso
Rio Manso - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
350 textos (18554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/04/19 20:52)
J P Dâmaso