Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***SE ACASO TE FORES***
769132.gif
 


Por favor, te peço, quando saíres
Não faças alarde não quero acordar,
Sai de mansinho pra não te ver sair
Já não tenho lágrimas para chorar.


769137.gif

Não deixes marcas no quintal
Deixa-me dormir, deixa-me viver,
Não faças aluvião nem vendaval
Não balburdies pra eu não morrer.

769141.gif

Não deixes rastro nem marca manifesta
Esquece que te amo, finge não me amar,
Alteia essa tua “pseud.” honra aparente
E galanteia-te com o fato de me abandonar.


769133.gif

Segue teu caminho, não olhes para traz
Bate a porta de vagar, segue teu destino,
Assim será melhor, pois o mundo se apraz
Mesmo vivendo essa vida, em teu desatino.


769139.jpg

Ficarei aguardando um milagre
E acordes para o arrependimento,
Manterei minha vida sem alarde
Esperando esse afável momento.

769148.gif

"Amigos leitores este poema, é apenas poesia"
retratando o abandono de um lar.


***José Coelho***


769143.jpg







José Coelho Fernandes
Enviado por José Coelho Fernandes em 03/07/2012
Reeditado em 03/07/2012
Código do texto: T3758752
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Coelho Fernandes
São Paulo - São Paulo - Brasil
1450 textos (160831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/19 15:26)
José Coelho Fernandes