Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPERO QUE O MUNDO ME PERDOE!

Na angústia de ser,
sou
em milimétricos detalhes
imperfeita.

Minha boca é vadia:
fala pecaminosidades,
mastiga veneno,
cospe desilusões,
chupa o sangue derramado.
Meus olhos são sibilinos:
sou esfinge nua
na curva da estrada.
Meu corpo é um templo
corrompido pelo tempo:
portões escancarados,
poeira de séculos
acumulada nos beirais.
Meus pés são galhos secos,
como minhas mãos.

Cometi atrocidades,
projetei abominações.
Tudo, porém, contra
a minha própria alma.
Poderia ter sido grande,
poderia ter sido outra.

Não fui.
Espero que o mundo me perdoe.
Viviane Rolando
Enviado por Viviane Rolando em 07/08/2007
Código do texto: T596639

Comentários

Sobre a autora
Viviane Rolando
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 47 anos
172 textos (9185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 18:23)
Viviane Rolando