Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aborto

A vida nasce da dor
Complexa indústria humana reprodutora de terror.
Pra que nascer?
Pra que ser alguma coisa?
Ah, se eu pudesse escolher...
Diria: “Mamãe, faça uma eutanásia
Não quero existir pra deixar de existir
Não quero ser órfão de um deus
nem obra-prima do acaso.”
Não quero ter que parar de viver pra morrer
Nem consigo parar de morrer...
Sangrar-vomitar
Poemas indesejados.
Antes de tudo minha mãe me tivesse abortado!
Mas como cá estou -
Poeta vil e nojento –
Peço por favor
NÃO TENHAM FILHOS!
Pra que eles não sofram o tormento;
A vida;
O sofrimento.




[Luna Steinherz]
Luna Steinherz
Enviado por Luna Steinherz em 18/09/2007
Código do texto: T658307

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luna Steinherz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 28 anos
425 textos (24056 leituras)
3 e-livros (327 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 22:20)
Luna Steinherz