Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARTICULARIDADE

Nadando nos meus próprios sentimentos,
Procurando viver o que aprendi;
Descubro que o que sinto me domina;
Cumprindo meu desejo, me perdi.

Levanto. Mais um dia. Outra vez tento.
Ficar de pé. A mim mesmo pedi.
Não creio nem um pouco em carma ou sina;
Já não descrevo só o que entendi.

Escrevo o que me vem sem ter talento,
Apenas registrar o que senti.
Dor de cabeça sou, sem aspirina,
Suporto as falhas que já cometi.

Redijo, nessas linhas, meu lamento,
Na ânsia de expurgar o que está aqui,
No peito que, qual fita, rebobina,
A dor dos versos que não escrevi.
Leandro Severo II
Enviado por Leandro Severo II em 01/08/2019
Reeditado em 01/08/2019
Código do texto: T6710148
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leandro Severo II
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
76 textos (3433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 18:34)
Leandro Severo II