Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menino túmulo

Ele se rasgou...
É que não aguentava rascunho alheio ser;
É que tava foda tolerar a desumana pressão;
É que só não queria mais...
E tudo bem!

Ele se rasgou...
Fez de si milhões de migalhas (ele já era);
Cicatrizou-se numa ferida que era só dele;
De lá, ninguém o tirou!

Ele se rasgou...
E quem então perguntou por ele?
Quem foi saber do menino túmulo?
Que túmulo de si se meteu?

É...
Ele se rasgou...
E descobriu que assim era bom;
Silenciou-se...
Fechou-se...

Rasgou-se...
Morreu!
Diogo Acrizio
Enviado por Diogo Acrizio em 09/10/2019
Código do texto: T6765617
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diogo Acrizio
São Paulo - São Paulo - Brasil, 25 anos
95 textos (1981 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 02:19)
Diogo Acrizio