Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tristonho



Era como uma manhã
Que nascia em promessa
Que ia se estabelecendo
Numa quase cumplicidade

Eu era o menino
Afoito, aceso, em asas
Tecendo sonhos
Içando as velas da partida
Para o encontro
                      MAS,
A brisa não veio
Você silenciou
E o menino diluiu-se em lagrimas.
Raimundo Nonato
Enviado por Raimundo Nonato em 20/10/2007
Código do texto: T702680


Comentários

Sobre o autor
Raimundo Nonato
Teresina - Piauí - Brasil
257 textos (59808 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/03/21 15:43)