Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem perdão

Deitado num grande tapete de areias
seria reflexão de forma alheia
o mar calmo, lembra uma sereia
felicidade acendia como uma estrela
o mar a leva por causa de asneiras

Na mesma praia, lindo reflexo lunar
cabelos mexiam com fraco sopro do ar
duas paixões, impossivel de esfriar
momentos como este, sem a desprezar
idiota fiquei, amor passei em acreditar

Deitado no mesmo grande tapete de areia
recordando os bons momentos de pureza
reparando o tempo perdido de pura incerteza
pensando que nossa paixão era uma fortaleza
uma atitude, o amor em vão foi por besteira

Meio de mentiras e hipocrisia
só um babaca mesmo perdoaria
muitas desculpas foram ridículas
minha vida não será mais sombria
Suelen por favor, saia da minha vida
Zigfried
Enviado por Zigfried em 21/10/2007
Reeditado em 21/10/2007
Código do texto: T703040

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Thiago Abrantes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zigfried
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 32 anos
11 textos (1305 leituras)
1 áudios (32 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 06:43)
Zigfried