Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESERTAR DOS SONHOS

Vai andarilho que já não tem rumo!
Vai terminar sua existência sob a lua,
Longe de tudo, sepultando os sonhos.
Vai procurando o que ainda lhe resta!
Se neste mundo alguma coisa lhe resta.

Porque assim seu coração bate apertado,
Seus fantasmas lembram dores do passado
As agruras de seus fracassos e decepções.
Então pega sua bagagem afeita de saudade,
E leva os teus fardos cheios de desilusões!

Vai porque só a solidão te espera,
Nesta caminhada pela vida selênica,
Que te faz desertar dos sonhos sem lutar.
E leva neste seu silêncio a incerteza,
De que para ter paz tem que partir.

Porque a dor maior da sua alma,
Foi o momento em que você fugiu.
Causando lágrimas de tristeza extrema.
Por um passado algoz que construiu,
Os mais tristes versos do seu poema.

Se acreditas que vale a pena tanta dor,
Por um desamor, espinho de alguma flor,
Desertar dos sonhos e do seu presente?
Você tão guerreiro que nasceu perfeito,
Vai deixar a desventura lhe fazer ausente?
Beto Pupo
Enviado por Beto Pupo em 08/11/2007
Código do texto: T728167
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beto Pupo
Campinas - São Paulo - Brasil, 61 anos
151 textos (14627 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:08)
Beto Pupo