Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Agora

Implacável agora, minha angústia
Agora, desumana companhia
Cílios, agora arranham paredes
Agora, folhas sem poesia.

As orlas, agora, ardem de sede,
No claustro, agora, tão estreitado...
Cílios, agora ressecados, esvoaçam
Agora, cinzas, lágrimas de cigarros.

E agora?
Carlos Barros
Enviado por Carlos Barros em 13/11/2007
Reeditado em 02/03/2009
Código do texto: T736140

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Barros
João Pessoa - Paraíba - Brasil
23 textos (631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 09:51)
Carlos Barros