Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA MÃE CHORA UM FILHO TODOS OS DIAS

Chorei tempestade em copo d’água
E guardei no peito o livro que descreve o seu olhar
O leio com os olhos fechados de sono profundo
Todos os recados em rubro-letras derramados

Não. Isso nunca nos acontecerá.

A bala se perdeu ao seu encontro
E seu corpo sujou a minha esquina
Esquina que a saudade dobra contemporaneamente
O brilho do seu sorriso caiu entre o poste e o jardim da minha mente
E a primavera se fez triste

Perdoei tanta maldade
Mas a saudade...
Esta não tem perdão
Lava minha face dia e noite
Cravando tatuagem entre as veias do meu coração
É foto sua sorrindo, pedindo beijo de boa noite
Hoje se perdera foi em vão

Escorro lembranças entre as artérias do meu corpo
Acelero os batimentos quando o ouço
E respiro a certeza
De que descansas em paz.




Clebber Bianchi
Enviado por Clebber Bianchi em 19/11/2007
Reeditado em 19/11/2007
Código do texto: T743397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Clebber Bianchi
Taubaté - São Paulo - Brasil
31 textos (725 leituras)
1 e-livros (16 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 23:11)
Clebber Bianchi