Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Margens


Nas margens de um rio
Corre os versos da minha poesia
No embalo da saudade eu crio
A realidade de um novo dia.

Nele eu vivo...Nele eu morro...
Eu me encontro, eu me perco...
No passar dos segundos eu corro
Para não ver as lagrimas caindo do teu rosto.

Nas águas do rio decodifico minha poesia
Entendo a amargura dos versos
Que nas margens eu via.

Me molho em versos criado
Pela minha agonia
E assim morro embalsamado ao nascer do dia.
Vagner Alves
Enviado por Vagner Alves em 21/11/2007
Reeditado em 30/03/2009
Código do texto: T746557

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vagner Alves
Francisco Morato - São Paulo - Brasil, 34 anos
215 textos (33837 leituras)
15 áudios (999 audições)
1 e-livros (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 16:35)
Vagner Alves