Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O morto


"Apenas abrí los ojos, ahí estaban ellos, los muertos
ignorantes todavía de su propio morir"

Mónica Velásquez Guzmán

Subindo os prédios da loucura, ouvi teus passos
E estavas belo, como na noite em que partiu
Nem teus olhos negros, nem tuas asas de anjo abriram-se
Eras o cego dos meus sonhos,
Minha história escrita por mãos firmes
No meu corpo teus dedos e no meu rosto a lágrima.
Absorto estava no teu voar que partiu
Partiu sem pensar em nada, nem em mim
Que aqui fiquei a fitar teus olhos mortos
Tua boca de veludo roxo, teus dedos
Teu peito que cheira à flores
Onde sepultou meus sonhos.
Natalie Félix
Enviado por Natalie Félix em 28/11/2007
Código do texto: T756322
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Natalie Félix
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
5 textos (141 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 19:27)
Natalie Félix